Quinta-feira, 22 de Março de 2019
BRASIL

Advogada acorda com garrafa introduzida na vagina após pedir carro por aplicativo

Publicada em 14/02/19 às 11:02h - 67 visualizações

por WEB TV SA / INFORMAÇÃO / ENTRETENIMENTO


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: WEB TV SA / INFORMAÇÃO / ENTRETENIMENTO )
A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Votorantim, no interior de São Paulo, investiga o caso de uma advogada que foi localizada em um terreno baldio no Parque Santos Dumont completamente nua, na segunda-feira (11). A mulher foi socoarrida por uma equipe da Polícia Militar, por volta das 7h. Ela tinha uma garrafa introduzida na vagina.
De acordo com a Polícia Civil, a mulher relatou morar em Curitiba e que foi até a cidade, como faz quinzenalmente, para visitar os pais. Quando chegou à rodoviária de Sorocaba, por volta das 20h do domingo, pegou um táxi e parou em uma farmácia na avenida Nogueira Padilha.
Na sequência, a advogada pediu para que um casal de desconhecidos acionasse um motorista de aplicativo para que ela fosse até a casa dos pais, já que ficou sem bateria no celular. Ela entrou no carro e, durante o trajeto, o condutor ofereceu água. A partir de então, não se recorda do que ocorreu e só foi recobrar a consciência durante a madrugada, a cerca de três quadras do endereço em que iria desembarcar. Um idoso que passou pelo terreno baldio teria avistado a vítima e acionado o socorro junto aos policiais.
Além de estar sem as roupas, a mulher também não portava mais os documentos e os pertences que levava durante a viagem: uma mala, o celular e um notebook. A advogada foi encaminhada para o Hospital Regional de Sorocaba, onde recebeu atendimento e realizou diversos exames.
O BHAZ conversou nesta quarta-feira (13) com a delegada que investiga o caso. Adriana de Sousa Pinto explicou que a investigação ainda está em fase preliminar e que a vítima ficou bastante abalada após o crime. “Eu tive uma primeira conversa com a vítima, mas ela não se lembra de nada. Temos muitas informações que partiram da imprensa e adotamos algumas primeiras ações”, pontua. “Pedimos, até mesmo por meio da imprensa, para que o casal que solicitou a viagem se apresente na delegacia, o que pode nos ajudar a solucionar o caso”.
A delegada ainda conta que empresas de transporte por aplicativo serão acionadas. “Vamos pedir dados de motoristas que tenham circulado pela região no horário do fato e também buscar por imagens de câmeras que possam ter registrado algo. Estamos verificando tudo”, contou.
Adriana ainda recomenda que as pessoas tenham cautela ao solicitar serviços de transporte. “É importante não solicitar que pessoas estranhas peçam as corridas, além de não consumir coisas oferecidas por estranhos. Quando a própria pessoa solicita, o sistema gera uma identificação, o que facilitaria esse trabalho de reconhecimento”, pondera. Ela ainda conta que uma nova conversa deve ser marcada com a vítima, mas que, por enquanto, o ideal é que ela descanse e tente se recuperar. “Ela não se lembra de nada. Eu não posso vitimar mais essa pessoa”, finaliza.



Fonte / BHAZ




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário






Nosso Whatsapp

 17 99758 5719 / / / 99722 6823

Visitas: 1769272
Usuários Online: 50
Copyright (c) 2019 - WEB TV SA / INFORMAÇÃO / ENTRETENIMENTO - Todos os direitos reservados