Quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
BRASIL

O governo avalia fixar um teto de R$ 3 mil na liberação do saque das contas ativas do FGTS.

Publicada em 06/10/19 às 15:36h - 75 visualizações

por WEB TV SA / INFORMAÇÃO / ENTRETENIMENTO


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: WEB TV SA / INFORMAÇÃO / ENTRETENIMENTO )
Atenção, trabalhadores. O governo avalia fixar um teto de R$ 3 mil na liberação do saque das contas ativas do FGTS. Além disso, está sendo analisada a possibilidade de fixar um percentual de 15% sobre o saldo da conta vinculada para evitar que a medida acabe beneficiando quem não precisa.
De acordo com o governo, cotistas com valores elevados nas contas vinculados poderiam simplesmente migrar os recursos que ficam presos na Caixa Econômica, rendendo apenas 3% ao ano, para outro tipo de aplicação mais rentável. Segundo dados do Conselho Curador do FGTS, 81,9% das contas têm saldo de até seis salários mínimos, o que corresponde a um salário de R$ 5.988.
Além disso, uma outra possibilidade seria autorizar o saque somente das contas inativas, ou seja, as que não estão recebendo os depósitos. No entanto, vale lembrar que a medida teria efeito limitado na atividade econômica uma vez que o ex-presidente Michel Temer adotou o mesmo procedimento em 2017 para contratos de trabalho encerrados até dezembro de 2015. Essa iniciativa injetou nada menos que R$ 44 bilhões na economia.
Já o governo de Bolsonaro pretende colocar nada menos que R$ 30 bilhões na economia, estimulando o consumo das famílias. Considerando apenas as contas inativas, o volume seria de pouco mais de R$ 20 bilhões, conforme dados do balanço do Fundo.
Hoje, a preocupação da equipe econômica é evitar que a medida prejudique a sustentabilidade do FGTS, a principal fonte de recursos para financiar habitação, sobretudo para a baixa renda.
A Caixa Econômica Federal (CEF) liberou o calendário de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques de R$ 500 começam no dia 13 de setembro para quem tiver conta poupança na Caixa e no dia 18 de outubro para quem não for correntista.
De acordo com o governo, o governo pode sacar de todas as contas do FGTS que possuírem, sejam de contas ativas (emprego atual) ou de contas inativas (empregos anteriores).
Por exemplo, se o trabalhador tiver duas contas, uma com saldo de R$ 2.000 e outra com R$ 3.000, ele poderá sacar R$ 500 de cada uma delas. Se tiver R$ 70 na conta, poderá retirar o valor total.
O governo informou que quem tiver conta poupança na Caixa, o depósito será feito automaticamente. Os correntistas que não desejarem sacar os valores deverão informar ao banco – eles terão até 30 de abril de 2020 para solicitar o desfazimento do crédito ou a transferência do valor para outra instituição financeira.
Calendário para quem tem conta poupança na Caixa

Aniversário em janeiro, fevereiro, março e abril: 13 de setembro de 2019
Aniversário em maio, junho, julho e agosto: 27 de setembro de 2019
Aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro: 9 de outubro de 2019

Calendário para quem não tem conta poupança na Caixa

Aniversário em janeiro: 18 de outubro de 2019
Aniversário em fevereiro: 25 de outubro de 2019
Aniversário em março: 8 de novembro de 2019
Aniversário em abril: 22 de novembro de 2019
Aniversário em maio: 6 de dezembro de 2019
Aniversário em junho: 18 de dezembro de 2019
Aniversário em julho: 10 de janeiro de 2020
Aniversário em agosto: 17 de janeiro de 2020
Aniversário em setembro: 24 de janeiro de 2020
Aniversário em outubro: 7 de fevereiro de 2020
Aniversário em novembro: 14 de fevereiro de 2020
Aniversário em dezembro: 6 de março de 2020



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

  1799766-2003 / 1799722-6823

Visitas: 2095846
Usuários Online: 58
Copyright (c) 2019 - WEB TV SA / INFORMAÇÃO / ENTRETENIMENTO - Todos os direitos reservados